Repúdio aos deputados estaduais que traíram os servidores públicos

Publicado em: 22/12/2016 Categoria » Política

Clique para ampliar


O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado de Rondônia - Sindsaúde-RO, e os servidores estaduais das demais categorias vêm a público manifestar repúdio à atuação dos deputados estaduais Alex Redano, (PRB), Cleiton Roque (PSB), Edson Martins (PMDB), Ezequiel Júnior (PSDC), Jean Oliveira (PMDB), Laerte Gomes (PSDB), Lebrão (PMDB), Léo Moraes (PTB), Lúcia Tereza (PP), Marcelino Tenório (PR), Rosângela Donadon (PMDB), Saulo Moreira (PDT) e Só Na Bença (PMDB), que na tarde desta quarta-feira, dia 21/12/2016, traíram a confiança do povo de Rondônia e aprovaram matéria que na prática causa redução dos salários, já que aumenta o desconto previdenciário de 11% para 14%.

A traição desses parlamentares foi maior porque os trabalhos já haviam sido encerrados e o projeto de lei da contribuição previdenciária havia sido retirado de pauta para ser objeto de uma ampla discussão e nova avaliação em fevereiro, após o recesso do Legislativo, mas o deputado estadual Cleiton Roque (PSB) pediu que a matéria fosse votada, o que foi aceito pelos demais deputados que aprovaram o projeto altamente prejudicial aos servidores.


Vale destacar que desde segunda-feira os dirigentes sindicais vêm lutando contra a aprovação do referido projeto, tendo explicado a cada parlamentar, seja pessoalmente ou através de ofício, que se aprovassem tal medida estariam prejudicando ainda mais os servidores estaduais, que já estão com os salários defasados.

Diante da postura desses deputados, que legislam contra os servidores públicos, resta a todos os trabalhadores e à população de Rondônia, de uma forma geral, além de repudiar tal ato, refletir sobre a necessidade de uma renovação da composição da Assembleia Legislativa nas próximas eleições, não mais elegendo parlamentares que não os representam.

Da mesma forma, manifestam o reconhecimento e o agradecimento aos deputados estaduais Adelino Folador (DEM), Aelcio da TV (PP), Dr. Neidson (PMN), Hermínio Coelho (PDT), Jesuíno Boabaid (PMN), Lazinho da fetagro (PT), Luizinho Goebel (PV) e Ribamar Araújo (PR), que honraram o voto do povo e votaram contra a medida prejudicial aos servidores.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar.

Faça um comentário sobre esta postagem: