SINDSAUDE pede celeridade no envio do Projeto do PCCR dos servidores da Saúde

Publicado em: 10/12/2021 Categoria » Sa��de

Na manhã desta terça-feira 07.12 o SINDSAÚDE, em conjunto com outros sindicatos representativos da saúde, reuniram-se na Procuradoria Geral do Estado e cobraram celeridade na remessa do Projeto de Lei (PL) que trata do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos servidores da saúde estadual rondoniense. 
Os sindicalistas foram recebidos pelo procurador-geral Maxuel Andrade Mota que se manifestou favorável ao pedido, ressaltando que o PL está passando por ajustes finais na Assessoria Técnica (Astec) da Casa Civil. O texto final deve ser apresentado na sexta-feira 10.12 aos sindicalistas para ser ratificado. Há duas semanas, os sindicatos sugeriram mudanças na minuta que foi apresentada na reunião com a Casa civil.
“É um compromisso do governador Marcos Rocha em dar apoio total e irrestrito ao PCCR da saúde. Iremos fazer as mudanças sugeridas pelos sindicatos e apresentar na próxima sexta-feira o Projeto para correção e enviá-lo na segunda-feira para votação”, disse o Procurador-Geral Maxuel. A tendência é que o Projeto de Lei do PCCR seja votado antes do início do recesso parlamentar da Assembleia Legislativa de Rondônia.
Segundo a presidente do SINDSAÚDE, Célia Campos, os sindicatos estão unidos em torno do projeto e aguada a adequação do texto, antes da remessa ao Legislativo. “O servidor da saúde está ansioso com a aprovação do PCCR. Estamos nos aproximando de uma conquista que já possui pelo menos uma década de espera. Mas, enfim, estamos próximos da vitória”, comemorou.
Além de Célia Campos estiveram na reunião de hoje na Procuradoria-Geral do Estado, o Diretor Financeiro do SINDSAÚDE, Golbery Paixão, o presidente do Sinderon (Enfermagem), Charles Alves; do vice-presidente do Simero (Sindicato dos Médicos), Dr. Francisco Novaes, e o representante do Sintraer (Servidores Administrativos), advogado Franco Omar.


Jornalista Responsável: Marcos Henrique “Tóia”
Registro Profissional MTB 733/RO e Fenaj 1079/RO

Comentários:

Seja o primeiro a comentar.

Faça um comentário sobre esta postagem: