Sindicalistas pedem ao deputado Valter Araújo apoio para acelerar a transposição

Publicado em: 04/10/2011 Categoria » pol�tica

Sindicalistas que representam os servidores públicos foram recebidos na manhã de sexta-feira pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valter Araújo (PTB). Eles pediram apoio para assegurar que a presidente Dilma Rousseff assine o decreto da transposição de servidores para os quadros da União. Os dirigentes sindicais afirmam que o governo federal não demonstra disposição em resolver a questão.

 

O presidente do Sindicato dos Servidores do Judiciário, Israel Borges, explicou que a intenção é levar pelo menos mil servidores a Brasília no dia 26 de junho para acampar em frente ao Ministério do Planejamento. Ele lembrou que a transposição só foi aprovada no Congresso depois de muita pressão na Câmara e no Senado. De acordo com o sindicalista, novamente é preciso pressionar o governo.

 

“Nossa bancada federal está resolvendo pouca coisa. Não estamos nada satisfeitos, e digo isso em nome dos demais sindicatos. Elegemos o senador Valdir Raupp porque entendíamos que seria bom ter alguém do PMDB nos ajudando em Brasília. Afinal, ele é do partido do vice-presidente da República, Michel Temer. Acontece que Raupp está ajudando muito pouco. Ele chega a dizer que não consegue conversar com os ministros, mas não acreditamos nisso”, adiantou Israel Borges.

 

O deputado Valter Araújo disse que conversará na próxima segunda-feira com o governador Confúcio Moura (PMDB). O parlamentar lembrou que a Assembleia Legislativa autorizou o governo a custear as despesas do deslocamento de servidores até Brasília quando a transposição foi votada na Câmara, e que isso pode acontecer novamente, se for necessário.

“Penso que erramos na construção da Lei. Era só copiar o que foi feito em Roraima e colar o texto. Aconteceram que ficou margem para interpretações. Agora o governo federal fica demorando para fazer a transposição. Aqui não tem nenhuma criança. Todos sabem que a União está cortando despesas, por isso vai demorar o máximo possível para resolver o problema da transposição. Isso não é segredo para ninguém”, disse Valter Araújo.

 

Ele também pediu calma aos sindicalistas, que se disseram dispostos a fechar a BR 364 e impedir a continuidade das obras nas usinas, se fosse preciso. “Esse é um momento para ter calma. É muito melhor que os servidores conversem com a bancada federal de Rondônia. Acredito que é o caminho mais viável”, acrescentou o deputado.

 

Os sindicalistas explicaram que pretendem promover um encontro com a bancada federal e dar um prazo até o dia 20 de junho para que a transposição aconteça. Israel Borges afirmou que, se nada for resolvido até lá os servidores deverão mesmo se deslocar para Brasília no próximo dia 26.

 

 

Autor: ALE

Comentários:

Seja o primeiro a comentar.

Faça um comentário sobre esta postagem: