Sindsaude - Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado de Rondônia

Versão para impressão

www.sindsaude-ro.org.br

A Saúde é nossa, não podemos doá-la a empresas PRIVADAS

04/10/2011 05:10:10

A TERCEIRIZAÇAO é uma realidade na saúde, o Governo do Confúcio Moura, já terceirizou algumas “especializações” médicas, tais como: Neurocirurgia, Anestesiologistas, Nefrologia e Ortopedia. Esses contratos variam de até R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) a R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) cada.

 

Vale lembrar que, alguns procedimentos de suma importância para o funcionamento do hospital já foram terceirizados, por exemplo: exame laboratorial do Hospital João Paulo 2, exames de raio-x, tomografia,  ressonância, instrumentação cirúrgicas, entre outros.

 

O governo está adotando a política de quanto maior for a desgraça na saúde, melhor e mais fácil será terceirizar e culpar os servidores públicos pela desgraça.

 

Já foram mais de 09 (nove) meses na frente desse governo, o Hospital Pronto Socorro João Paulo 2, continua superlotado, setor de urgência e emergência com vários pacientes entubados e ainda a escala de ambú, ou seja, os servidores são utilizados como máquina de respirador e revezam quando as mãos ficam cansadas. Sem falar no descaso das UTI´s, do Pronto Socorro Infantil, Hospital de Base, Cemetron, UTI pediátrica que continuam superlotados, da oncologia que foi fechada e os pacientes estão fazendo quimioterapia sentados no chão do hospital São Pellegrino. ISSO É UM ABSURDO!

Mas para esse governo isso é NORMAL.

 

Na Secretária de Saúde, não é o secretário de saúde Orlando Ramires que determina as ordens, é o adjunto JOSÉ BATISTA quem manda a ferro e fogo. Foi ele o maior responsável pela demissão de mais de 10.000 funcionários públicos no ano de 2000.

 

Nas entrevistas dadas pelo Adjunto da Saúde Jose Batista, o mesmo vem sendo o maior defensor e responsável da TERCEIRIZAÇÃO na saúde.

 

Para o funcionalismo público, a TERCEIRIZAÇAO significa demissão, coisa que o Adjunto Batista, sabe fazer e muito bem. Para a Sociedade significa a não realização do concurso público.

 

A TERCEIRIZAÇAO foi debatida na Assembléia Legislativa, através do projeto LEI Nº 2387, DE 7 DE JANEIRO DE 2011, cujo o teor do projeto foi autorização da contratação das empresas prestadoras de serviços da saúde, sem passar pelo processo licitatório. A Assembléia votou a favor, logo em seguida percebeu que isso aumentaria as fraudes e desvios do dinheiro públicos com as Organizações Sociais.

 

Portando, os deputados perceberam que isso é um procedimento ilegal e imoral, revogaram (anularam) o projeto lei 2387/2011.

 

Não satisfeito, o Governador Confúcio Moura vetou a revogação, ou seja, anulou a decisão da Assembléia que proíbe a contração da OS sem o processo de licitação, dando brecha para que empresas que já tiveram problemas na justiça entre nesse mercado promissor, e ainda as empresas contratadas estarão ligadas diretamente a alguns grupos desse Governo.

 

Portanto amigo servidor, 

convocamos você para  um ato que será realizado na 

Assembléia Lesgilativa.

 

 

Dia 04 de outubro às 15h00 horas para dizer NÃO ao 

veto do Governador 

Confúcio Moura 

e NÃO ao calote Eleitoral.

 

 

Vamos disponibilizar ônibus que sairá das

unidades de saúde

a partir das 14h00.